Catedral Cristo Rei Ir para página principal quero doar

Professor desenvolve maquete tátil da Catedral Cristo Rei para deficientes visuais

O O professor Paulo Sérgio Moura Brandi, do Instituto São Rafael, escola especial para cegos, desenvolveu uma maquete tátil da Catedral Cristo Rei a pedido da Campanha Faço Parte. O professor desenvolveu o projeto voluntariamente, com o objetivo de proporcionar às pessoas que não conseguem enxergar o acesso às características arquitetônicas da Catedral. A ideia de desenvolver uma maquete especial surgiu a partir das visitas organizadas pela Campanha Faço Parte às paróquias. Desde maio de 2012, agentes da Campanha levam uma maquete convencional da Catedral Cristo Rei às comunidades de fé da Arquidiocese, para que os fiéis conheçam o projeto arquitetônico desta Igreja-Mãe. Em muitas ocasiões, pessoas com deficiência visual, presentes nestes momentos, lamentaram por não poderem conhecer as características da Catedral. Em busca de uma solução, a coordenação da Campanha Faço Parte procurou a direção do Instituto São Rafael e solicitou a produção de uma maquete tátil.


Foi o vice-diretor do Instituto, Valdivino Lucas, que recebeu os agentes da Campanha, e solicitou que o professor Paulo Brandi desenvolvesse a maquete tátil. “O tato é o olho da pessoa cega. É através dele que trazemos o mundo para o dentro de nós”, explica o vice-diretor que, por meio da maquete tátil, conheceu o projeto arquitetônico da Catedral Cristo Rei. “Achei muito interessante. O que mais me chamou a atenção foram as torres que remetem a mãos postas em oração”, explicou.

A maquete tátil difere-se da versão original em muitos aspectos, pois busca estimular um tipo de contemplação que não se dá por meio dos olhos. O professor Paulo Brandi disse que o planejamento foi a etapa mais difícil, pois os materiais utilizados na maquete devem proporcionar uma experiência tátil capaz de fazer com que o deficiente visual conheça as características da Catedral Cristo Rei. A opção, de acordo com o educador, foi utilizar arames para dar forma à estrutura, e revesti-la com papel. Posteriormente, foi adicionada uma camada de massa corrida e tudo foi pintado. Foram realçadas as curvas que caracterizam todos os projetos arquitetônicos de Oscar Niemeyer.
 

Detalhes como o espelho d’água e a Praça das Famílias, com seu grande Terço, também mereceram atenção. As contas do Terço ganharam relevo para serem percebidas por meio do tato e o espelho d’água, feito com um material plástico, ganhou coloração azulada, com a utilização de papel celofane. “É importante respeitar certas características pensando nas pessoas que podem enxergar e que ajudam o deficiente visual a conhecer a Catedral Cristo Rei”, explica o professor.
 

A partir das próximas visitas da Campanha Faço Parte, a maquete tátil da Catedral Cristo Rei também será exposta nas comunidades de fé da Arquidiocese de BH, ao lado da maquete no formato convencional. Assim, todos poderão conhecer a arquitetura dessa Igreja-Mãe, Casa do Povo de Deus.

veja todas

Terreno da Catedral Cristo Rei:
Av. Cristiano Machado, 11.910, bairro Juliana, Vetor Norte de BH (em frente à Estação Vilarinho do Metrô).